domingo, 21 de março de 2010

Com a palavra.... O mestre Mário Quintana!


"Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro."

[O Trágico Dilema - Mário Quintana]

terça-feira, 16 de março de 2010

Pior apresentação, não existe!

Pois é... Em decorrência da semana de testes,  fiquei um pouco afastado do blog - até porque também preciso estudar! E também, por causa dos testes, o momento cívico em meu colégio que costuma ser às segundas, foi transferido excepcionalmente para a sexta.
E eu, literalmente, fui pego de surpresa (não só por isso). Veio a professora em minha direção para pedir um favorzinho (?): "Será que você poderia apresentar o momento cívico? Eu sei que você lê bem, é um bom orador..." A minha resposta não poderia ser outra: "Sim, sem problemas!" (???)
Realmente não haveria problemas se, ao menos, eu tivesse a oportunidade de poder ler sobre o que eu iria falar na frente de todos. Nem isso me aconteceu! Mas eu fui mesmo assim... Morrendo de medo, mas fui. Eram nada mais nada menos do que 250 alunos, 5 professores que colocavam fé em mim, e eu, sozinho, sem ninguém para me ajudar! Comecei... E comecei bem. Só não sabia que era uma pergunta e fiz em tom afirmativo: "O uniforme serve apenas para identificar o aluno!" Dei uma improvisada legal: "Será que é isso mesmo?" Ninguém reparou, sai ileso dessa!
Mas o pior estava por vir. Minhas mãos tremiam. Mal conseguia saber em qual linha estava. Se tivesse lido antes e ensaiado, tudo bem; daria para improvisar o que mais ou menos estava escrito. Mas nem isso... Se a folha virasse vapor na minha frente, não saberia mais o que dizer! Quero dizer, saberia sim: me fud.. legal!
Pensei em dizer quando vi que a frase estava incoerente e sem sentido. Ops, tinha pulado direto para a linha de baixo. Na impossibilidade de virar e falar PQP, pedi desculpas e reiniciei a frase. Já estava quase me matando, quando mais uma vez vi que uma outra frase estava sem sentido. E outra, e outra e outra... Só não chorei porque já tinha desidratado de tanto suar! Mas essa foi uma das experiências mais inesquecíveis em minha vida... E continua sendo... Toda hora vem alguém e me lembra! Fazer o quê, né?

sábado, 13 de março de 2010

300!

(Para quem ainda tem dúvida... Não é propaganda do filme "Os 300 de Esparta")

Pois é... 
O Informal e Ilegível chegou ao post de número 300! Belo desempenho, para quem achava, como eu, que seria uma experiência fugídea... Porém, por incrível que possa parecer, levo muito a sério e tento fazer o melhor possível sempre...
Este blog não se tornou apenas um hobby para mim... É um compromisso com quem aprendeu a gostar de apreciar a literatura e, principalmente, quem a segue.
Agradeço a todos que sempre acreditaram e torceram para que o motivo da comemoração de hoje se tornasse realidade!
Muito obrigado a todos!
Um abração...

sexta-feira, 12 de março de 2010

Citação do Dia...

 

"Se você estiver se sentindo muito feliz como ando me sentindo nos últimos dia, das duas uma: ou está louco, ou apaixonado - se bem que muitas vezes os dois podem ser comparados a mesma coisa.
Não estou nem louco, nem apaixonado: estou loucamente apaixonado!"

JFC Silva

Nada como o Tempo...


Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

terça-feira, 9 de março de 2010

Parabéns, Mulheres...

Se a história de Adão e Eva é correta, você, Mulher, é o significado da aventura e da descoberta do mundo.

A maçã foi o apetite que se transformou em gula para as emoções do amor....Amor que não sei se Deus sabia que havia criado em você, mas que se criou em você e se manifestou na malícia insegura ou na maliciosa insegurança ou na maliciosa ingenuidade que levou Adão ao pecado...se é que consideramos, mesmo, pecado...

Mas uma coisa ficou certa em tudo isto: Você dirige.
Mandar é o atributo dos tiranos que, na insegurança e ou no medo da derrota, impõem ordens, mesmo arbitrárias, quando não só arbitrárias.

Você dirige através da insinuação, da persuasão, do carinho da sedução e, sempre que sincera, através do amor. O amor, o suavizador de feras.

O feminismo...que algumas vezes se apresenta como partido político ...ou movimento de disputa da masculinidade ...ou movimento das frustradas amorosas...não é exatamente o seu carisma.

O feminismo da intelectualidade, da capacitação ,da dignificação do sexo, da defesa e desenvolvimento harmônico das suas crias, da igualdade cristã entre as pessoas, independente de sexo, este é o seu destino.

Se a meta é a humanidade e para ela o equilíbrio e a paz, não é senão na solidificação da família que se fará o cumprimento do objetivo.

A realização pessoal e egoística da autopromoção narcisista tão apregoada pelas figuras dos vídeos, na confusão de amar e desamar, na frustração recebida e causada, sem o objetivo da doação amorosa e sem o objetivo do equilíbrio, não é da sua formação.
Através dos séculos você foi abusada , até que no surgimento do evangelho foram colocadas a Madalena e as Bodas de Canaã a indicarem o verdadeiro caminho da humanidade e o verdadeiro papel cabe a você.


A força bruta da masculinidade perdeu valor diante da força da inteligência que criou as máquinas e o novo surto da economia ...Quando surgiu este momento da inteligência você passou a despontar e passou a ocupar cada vez maior lugar , mais ativo na civilização.

A duplicidade do seu valor se evidencia quando a sua meta é a família e a sua inteligência alcança o trabalho no mundo econômico e do mundo do lar e você os concilia.

Da análise do gênesis se constata que Deus criou o mundo dentro de uma sequência de perfeição de formas e de funções. Depois de Ter criado o homem , não satisfeito, criou ainda a mulher.

Para harmonizar a sua criação não a criou de nenhuma matéria isolada , mas a criou do meio de Adão...nem da cabeça para que não seja tirana, nem dos pés para que não seja escrava, nem do abdome para que não seja das fermentações, nem dos genitais para que não seja somente o gozo, mas do peito, onde está o sopro da vida no ar que se respira e onde está o coração, fonte da vida que alimenta todo o corpo e vibra com as emoções das alegrias e das tristezas.

E na operação da criação não tirou só a costela, com ela veio um naco do coração que faz com que cada homem busque o pedaço de coração que lhe falta.

Deu-lhe, Deus, à mulher , o dom da amamentação , com o manancial do alimento , não lá na barriga, mas exatamente no peito, junto ao coração, o mesmo coração símbolo do amor para aconchegar a cria junto à face e fazer com que aquele que dela colhe a vida sinta o seu respirar, seus murmúrios de carinho e caricia , seu palpitar , no acalento dos braços macios e corajosos.

O mundo é seu, mulher! A política é sua , quando você sente que a sua família é o seu carisma e apenas pode bem sobreviver com uma sociedade digna e equilibrada.

O maior dos oradores não pode convencer mais do que a sua oração aos Pés de Maria ou das suas palavras no aconchego da cama ou das horas de refeição.

Você é a poesia, a harmonia, o sonho, a fibra, a luta, a vitória.
Parabéns, mulheres, e obrigado por fazer a vida de nós, homens, mais felizes!

Mulher, Mulher, Mulher...

Pois é... Eu sei que foi ontem, mas como não tive tempo: Parabéns a todas as mulheres!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Com a palavra... Machado de Assis!


"Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"
(Machado de Assis)

terça-feira, 2 de março de 2010

Parabéns, Rio!



Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça
É ela a menina que vem e que passa
Num doce balanço, caminho do mar

Moça do corpo dourado, do sol de Ipanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar

Ah, por que estou tão sozinho?
Ah, por que tudo é tão triste?
Ah, a beleza que existe
A beleza que não é só minha
Que também passa sozinha

Ah, se ela soubesse que quando ela passa
O mundo inteirinho se enche de graça
E fica mais lindo por causa do amor

(Garota de Ipanema - Vinícius de Moraes)

Pesquisar este blog

Você vai marcar a primeira opção?